Quem sou eu

Quem sou eu
Em primeiro lugar uma pessoa grata a Deus por cada dia a mais que Ele me dá neste mundo de loucos ( sou uma deles )Depois mulher e mãe. Sempre fui apaixonada por livros e os meus são só a extensão desta paixão. Se escrevo bem, se consigo emocionar, vocês que vão dizer.

Primeiro Capítulo

Por dentro das Notícias

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

SQF: Entre os melhores!

Google+ Followers

Seguidores

Marcadores

#CircuitoNovoConceito (5) Adote um autor nacional (1) Aniversario (1) Bem-vinda ao blog (2) Bem-vindos ao blog (1) Beta Reader (1) bookaholic (1) Caixinha de Correio. (3) Capa (1) Capas (1) Colaborador (2) Comunicado (1) DECLARAÇÃO (1) Dia dos namorados (1) Divulgação (48) e Sextante (1) Editora Arqueiro (42) Editora Arqueiro Sextante (1) Editora Arqueiro Sextante Saída de Emergência. (1) Editora Baraúna (5) Editora Belas Letras (6) Editora BUTTERFLY (5) Editora Dimensão (2) Editora Dracaena (24) Editora ebookar (1) Editora Harlequin (18) Editora iD (2) Editora Intrínseca (2) Editora Kalunga (1) Editora Leya (2) Editora Novo Conceito (47) Editora Novo Século (18) Editora Petit (19) Editora Saída De Emergência. (3) Editora sextante (6) Editora Suma das Letras (2) Editora Universo dos livros (15) Editora Verus (1) Editora Vida Consciência (47) Editoras (12) Editoras Novo Conceito. (20) Editoras Novo Século (6) Entrevistas (3) Eu leio Brasil (1) Eu Leio seu Livro (1) Feliz Natal (1) Folclore (1) Grupo Record (2) Homenagem (9) Memes e Selinhos (9) Meu livro (9) Natal (2) Parceria (5) Páscoa (2) Poemas Machado de Assis (1) Pratique essa Ideia. (1) Promoção (42) Promocao 3 em 1 (4) Promoção de Aniversario. (3) Promoção de Aniversario.III (1) Promocão Foi assim que te amei (1) Promocões (5) Resenha Pedro Bandeira (1) Resenhas (74) Resultado de Promos (45) Séries on line (1) Sesc Pinheiros (2) Só para mulheres (1) Top comentarista (2) Top cometarista (11) TPM (1) Um sonho a mais (3) Verus Editora (1)

Blogs Parceiros

Estou lendo

Já li!

Visitas Recentes

Visualizações

Pesquisar este blog

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Resenha: Corajosos!


Sinopse - Corajosos - A honra começa em casa - Randy Alcorn
Como policiais, Adam, Shane, Nathan e David enfrentam bravamente gangues violentas e o tráfico de drogas na cidade de Albany. No entanto, o maior desafio de sua vida não está nas ruas, mas dentro de casa. A relação de cada um desses homens com a esposa e os filhos está ruindo, mas nenhum deles faz nada para resolver a situação. Apenas quando uma tragédia se abate sobre Adam é que eles percebem que precisam mudar seu comportamento e reconquistar a confiança de suas famílias. Com a fé abalada, Adam começa a estudar a Bíblia para descobrir o que Deus espera dele como pai e o que deve fazer para se tornar uma pessoa melhor. Assim, descobre nas palavras de Jesus a sua verdadeira missão: deixar um legado positivo para seu filho e ajudar outros pais a colocar a família em primeiro lugar. Tocado por esse aprendizado, Adam inspira seus amigos a assinar um documento comprometendo-se a ser pais e maridos mais presentes. A “Resolução” acaba tomando uma proporção maior do que o imaginado e se tornando um valioso instrumento para transformar centenas de vidas. Baseado no filme homônimo de Alex e Stephen Kendrick, Corajosos mostra como a relação com os pais pode marcar profundamente – para o bem ou para o mal – a vida de uma pessoa.

Resenha:

Corajosos conta a história de quatro policiais, da relação em seu trabalho, com sua família e principalmente em relação aos filhos. Porem, o protagonista principal é Adam ,sua esposa e seus dois filhos Emily e Dylan.
O livro descreve cenas corriqueiras de um policial, mas com muito tiroteio perseguições de gangs,drogas e trafico de entorpecentes.
Mostra como um adolescente sem orientação de uma figura paterna pode cair nas garras da criminalidade e se perder no mundo obscuro e destrutivo das drogas.

Adam amava Emily sua filha de nove anos incondicionalmente, era a luz de sua vida.Em contra partida Dylan se ressentia com o excesso carinho que o pai dedicava a sua irmã. Adam sempre arrumava tempo para ficar com Emily, mas para ele não havia nenhum. Seu maior prazer era correr e seu maior desejo era ver seu pai correndo em sua companhia. Adam não percebia, ou fingia, que não via o ressentimento nos olhos de Dylan até que um dia uma tragédia se abate sobre sua vida e muda tudo...

Em meio a uma dor insuportável  Adam começa a avaliar seu papel como pai na vida de Dylan e principalmente seu papel como servo de Deus.
Adam não conseguia entender e muito menos aceitar que Deus tirou sua filha. Criança não devia morrer e depois de muita agonia e questionamentos ele vai em busca de respostas. Depois de muito estudar a bíblia para poder entender porque Deus levou sua tão adorada filha ele cria um documento chamado Resolução. Seus amigos Adam, Shane, Nathan e David assinam e prometem por em pratica o novo modo de vida para serem melhores pais aos seus filhos.

Nathan é pai de três filhos e sua filha mais velha, Jade de quinze anos, está querendo se envolver com um garoto que está preste a ingressar para a gang mais barra pesada da cidade.

David é pai de uma menina de quatro anos — pai ausente, ele queria que a moça na época fizesse um aborto.

Shane é separado e pai de um garoto de doze anos.

Todos tem um história e cada tinha uma meta seguir. Mas a tarefa não era nada fácil o os desafios só estavam começando...
Muitas coisas acontecem a trama e personagens são apresentados aos poucos e no fim tudo é entrelaçado de uma forma impar.

O entendimento é um só: Tudo tem um porque. Nada, por mais que parece injustiça é para o nosso mal. De toda experiência, boa ou má, tiramos uma lição e ganhamos uma benção — mesmo que não percebemos isso no primeiro momento. Da dor tiramos força, do desespero nos é dada a fé redobrada.

O livro é uma lição de vida, mostra como podemos superar  a dor e a  agonia. Mas principalmente  como se agarrar na fé já enfraquecida por intempéries da vida e fazê-la renascer com uma força jamais imaginada. Chorei em varias passagens. Algumas vezes de tristeza outra de emoção e algumas de alegria. O autor nos passa o sentido exato da amizade entre amigos e principalmente entre um casal.  

Corajosos  é o livro que fica em nossa estante, e acreditem vocês irão ler, reler e  novamente ler e assim sucessivamente. A lição é única, e verdadeira. Com fé em Deus tudo podemos basta crer e confiar.

Acho que fiquei devendo na resenha, porque o livro é muito mais do que descrevi aqui.

Não poderia deixar de elogiar a capa.Repararam que na sombra dos policiais há cada um com uma criança. Ao vivo é  maravilhosa.

Quero agradecer a editora Arqueiro que nos cedeu um exemplar para a resenha.Com certeza esse foi um dos melhores livros que li esse ano.

Se eu recomendo o livro? Não só recomendo como insisto para que vocês adquirem um exemplar e digo mais, se cada um, por em pratica um pouquinho dos ensinamentos descritos o mundo seria bem melhor.

E ai gostaram? Deixem seus comentários!



4 comentários:

Michele Mourão disse...

Adorréi tudo a capa a resenha, bem interessante a historia


*-* bjs

Rodolfo Euflauzino disse...

Queria Marcinha, quando me deparei com a capa deste livro criei uma antipatia que me fez virar as costas rapidinho. Havia policiais e sou um tanto quanto cético, não gosto de autoridade (não que eu seja indisciplinado, é apenas uma questão de poder responder por mim mesmo pelas coisas que faço). Depois o fato de que a sinopse me parecia ter sido feita para e por evangélicos (mais uma vez quero dizer que não sou preconceituoso, mas também não gosto muito de ser feito de vaca de presépio). Por outras várias questões acabei me afastando. Mas não é que sua resenha me colocou novamente nos trilhos. A questão central me parece ser "filhos". Aí o livro já me ganhou! Obrigado por me mostrar o quão obtuso eu posso ser e por dar esta preciosa dica. bjos.

Douglas Dias Brandão disse...

Minha opinião é meio que parecida com a do Rodolfo. Não gosto de policiais, o fato de eles terem um arma em punho afeta de mais a cabeça deles a ponto de deixá-los autoritários de mais. Quando vejo um policial, sinto um ódio muito grande e finjo que nem os estou vendo, principalmente de um acontecimento que ocorreu aqui na minha cidade a um tempo com uma jovem. Ainda achei também que era um livro religioso, com toda aquela baboseira ( nada contra também, e acredito fortemente em Deus), mas tá começando a ficar meio clichê esses livros religiosos.
Mas como vc disse que é uma história interessante, com um ensinamento bonito de uma família e lição de vida, fiquei curioso e assim que tiver a oportunidade de lê-lo não vou desperdiçar.
Obrigado pela dica!

Monique Martins disse...

É um livro bem diferente dos que tenho lido e me deixou curiosa. Parece que trata de questões do cotidiano mescladas com sentimentos profundos que valem a leitura.
Bjkas!
Monique Martins
@moniquemar

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios