Quem sou eu

Quem sou eu
Em primeiro lugar uma pessoa grata a Deus por cada dia a mais que Ele me dá neste mundo de loucos ( sou uma deles )Depois mulher e mãe. Sempre fui apaixonada por livros e os meus são só a extensão desta paixão. Se escrevo bem, se consigo emocionar, vocês que vão dizer.

Primeiro Capítulo

Por dentro das Notícias

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

SQF: Entre os melhores!

Arquivos

Google+ Followers

Seguidores

Marcadores

#CircuitoNovoConceito (5) Adote um autor nacional (1) Aniversario (1) Bem-vinda ao blog (2) Bem-vindos ao blog (1) Beta Reader (1) bookaholic (1) Caixinha de Correio. (3) Capa (1) Capas (1) Colaborador (2) Comunicado (1) DECLARAÇÃO (1) Dia dos namorados (1) Divulgação (48) e Sextante (1) Editora Arqueiro (42) Editora Arqueiro Sextante (1) Editora Arqueiro Sextante Saída de Emergência. (1) Editora Baraúna (5) Editora Belas Letras (6) Editora BUTTERFLY (5) Editora Dimensão (2) Editora Dracaena (24) Editora ebookar (1) Editora Harlequin (18) Editora iD (2) Editora Intrínseca (2) Editora Kalunga (1) Editora Leya (2) Editora Novo Conceito (47) Editora Novo Século (18) Editora Petit (19) Editora Saída De Emergência. (3) Editora sextante (6) Editora Suma das Letras (2) Editora Universo dos livros (15) Editora Verus (1) Editora Vida Consciência (47) Editoras (12) Editoras Novo Conceito. (20) Editoras Novo Século (6) Entrevistas (3) Eu leio Brasil (1) Eu Leio seu Livro (1) Feliz Natal (1) Folclore (1) Grupo Record (2) Homenagem (9) Memes e Selinhos (9) Meu livro (9) Natal (2) Parceria (5) Páscoa (2) Poemas Machado de Assis (1) Pratique essa Ideia. (1) Promoção (42) Promocao 3 em 1 (4) Promoção de Aniversario. (3) Promoção de Aniversario.III (1) Promocão Foi assim que te amei (1) Promocões (5) Resenha Pedro Bandeira (1) Resenhas (74) Resultado de Promos (45) Séries on line (1) Sesc Pinheiros (2) Só para mulheres (1) Top comentarista (2) Top cometarista (11) TPM (1) Um sonho a mais (3) Verus Editora (1)

Blogs Parceiros

Estou lendo

Já li!

Visitas Recentes

Visualizações

Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Resenha - Humano, Obsoleto Humano


Sinopse - Humano Obsoleto Humano - LB Carriconde

Os seres humanos foram constrangidos pela tecnologia. Necessitam escolher, não podem mais viver do mesmo modo que viviam antes, muitos não suportam mais sua própria humanidade. Uma escolha deve ser feita. Ser ou não ser humano, eis a questão? A humanidade tem buscado des-humanizar-se, temos caminhado rumo ao desconhecido buscando existir por intermédio do devir, desejamos um novo paradigma, capaz de nos elevar ao patamar de Deuses, ser humano não é mais uma opção, desejamos a imortalidade, onisciência e onipotência, ansiamos por um existir peremptório. Seremos Deuses-máquinas, seremos primeiramente transhumanos, seres além-do-humano e após muitas modificações existiremos como seres pós-humanos.


Contundente! Sim, se eu fosse definir o livro que vos trago hoje em uma palavra, seria essa. Humano, Obsoleto Humano é de uma natureza incomum. Seu conteúdo beira a genialidade e simultaneamente ao medo humano. Medo por que o que está escrito no livro pode deixar qualquer leitor abismado com tantas palavras fortes e, extremamente surpreendentes.

“O Deus em que acredita não pode lhe dar nenhuma lição cósmica, pois é apenas um delírio humano. Este Deus não terá poder para impedir que a humanidade deixe de existir.”
Pág. 33

Humano, Obsoleto Humano vai retratar um diálogo entre duas entidades sobre o futuro da raça humana: De um lado está Devir Indefinido, um ser que representa um mundo sob o domínio da tecnologia, e afirma que os seres devíricos – da raça homo deviricus – poderão ser Onipotentes, Onipresentes e Oniscientes, assim como também “poderemos” deixar de sonhar, pois o mundo que sempre “desejamos” será do jeito que sempre “quisemos”, e por consequência, o ser mitológico humano deixaria de sonhar, pois não haveria necessidade. Tudo que “quisermos” tornar-se-á real. A raça devírico seria até capaz de acabar com a morte. Do outro lado, estar o Ser-mito-humano, que defende com unhas e dentes suas crenças, seus ideais, a história da humanidade segunda a Bíblia, e a ligação do homem com o Ser Superior.

Devir Indefinido tenta convencer Ser-mito-humano que o melhor para o futuro da humanidade seria tudo aquilo que saía de sua boca, e que os humanos que recusassem o destino da população seriam simplesmente eliminados. Contudo, Ser-mito-humano fica contradizendo Devir Indefinido que por sua vez pedi para o ser mitológico humano lhe fazer todas as perguntas para que ele pudesse passar a acreditar no que ele dizia. Não obstante, tem-se uma série de como o mundo será no futuro, queira a humanidade ou não.
Será que Devir Indefinido conseguira finalmente convencer o Ser-mito-humano?
  
Depois de tudo isso acompanhamos o “nascimento” do primeiro transumano da terra, capaz de fazer tudo: de ler pensamentos dos outros, à ter uma sabedoria incomparável a qualquer humano. Teríamos então nos curvado a tão poderosa tecnologia?


O Objetivo do livro é mostrar para as pessoas como a tecnologia pode ser boa, mas ao mesmo tempo como ela é incrivelmente assustadora. O livro expõe uma série de conceitos científicos e físicos. A forma como foi escrito é genial, mas pode ser medonho de uma forma única no sentido de passar medo a quem o ler. É impossível não ficar abismado com o que L.B. Carriconde escreveu, pois é relacionado à maior guerra polêmica de todos os tempos: Religião X Ciência.  

A narrativa é fantástica, flui super bem e a leitura é muito rápida. A capa representa muito bem a história, principalmente quando o personagem da mesma nos é apresentado perto do final. O livro pode até ser mal interpretado por religiosos, principalmente ao terminar de ler o capítulo 2 intitulado A Morte de Deus : A Deificação do  Devir Indefinido, mas é um livro que vale a pena ser lido, pois acredito que nenhum livro de ficção pode “desviar” um religioso para o ateísmo. 

Livro recomendado para todos, principalmente para aqueles que amam conceitos físicos e científicos. Este é um prato cheio!


 Por: Douglas Brandão

2 comentários:

Rodolfo Euflauzino disse...

Caro Douglas sua resenha, nem sei bem o porquê, me emocionou. Acho que por causa do tom de inevitabilidade de um futuro desumanizado. Quando me deparo com um livro assim com questões filosóficas ou teológicas, logo quero tê-lo.
Cada vez mais admiro o jeito poético com que trata as resenhas. Acho que brevemente estarei postando resenha de um livro seu.
Parabéns... quero este livro em minha estante rapidamente!

Lucas B Carriconde disse...

Agradeço pela gentileza de suas palavras e pela caracterização feita de meu trabalho como algo genial.És sem dúvida um resenhista muito gentil e respeitoso, e por isso tenho de parabenizá-lo. Gostei bastante do conteúdo e da forma de sua resenha. Espero sinceramente que possamos fazer novas parcerias. Um grande abraço e parabéns pela resenha.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios