Quem sou eu

Quem sou eu
Em primeiro lugar uma pessoa grata a Deus por cada dia a mais que Ele me dá neste mundo de loucos ( sou uma deles )Depois mulher e mãe. Sempre fui apaixonada por livros e os meus são só a extensão desta paixão. Se escrevo bem, se consigo emocionar, vocês que vão dizer.

Primeiro Capítulo

Por dentro das Notícias

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

SQF: Entre os melhores!

Google+ Followers

Seguidores

Marcadores

#CircuitoNovoConceito (5) Adote um autor nacional (1) Aniversario (1) Bem-vinda ao blog (2) Bem-vindos ao blog (1) Beta Reader (1) bookaholic (1) Caixinha de Correio. (3) Capa (1) Capas (1) Colaborador (2) Comunicado (1) DECLARAÇÃO (1) Dia dos namorados (1) Divulgação (48) e Sextante (1) Editora Arqueiro (42) Editora Arqueiro Sextante (1) Editora Arqueiro Sextante Saída de Emergência. (1) Editora Baraúna (5) Editora Belas Letras (6) Editora BUTTERFLY (5) Editora Dimensão (2) Editora Dracaena (24) Editora ebookar (1) Editora Harlequin (18) Editora iD (2) Editora Intrínseca (2) Editora Kalunga (1) Editora Leya (2) Editora Novo Conceito (47) Editora Novo Século (18) Editora Petit (19) Editora Saída De Emergência. (3) Editora sextante (6) Editora Suma das Letras (2) Editora Universo dos livros (15) Editora Verus (1) Editora Vida Consciência (47) Editoras (12) Editoras Novo Conceito. (20) Editoras Novo Século (6) Entrevistas (3) Eu leio Brasil (1) Eu Leio seu Livro (1) Feliz Natal (1) Folclore (1) Grupo Record (2) Homenagem (9) Memes e Selinhos (9) Meu livro (9) Natal (2) Parceria (5) Páscoa (2) Poemas Machado de Assis (1) Pratique essa Ideia. (1) Promoção (42) Promocao 3 em 1 (4) Promoção de Aniversario. (3) Promoção de Aniversario.III (1) Promocão Foi assim que te amei (1) Promocões (5) Resenha Pedro Bandeira (1) Resenhas (74) Resultado de Promos (45) Séries on line (1) Sesc Pinheiros (2) Só para mulheres (1) Top comentarista (2) Top cometarista (11) TPM (1) Um sonho a mais (3) Verus Editora (1)

Blogs Parceiros

Estou lendo

Já li!

Visitas Recentes

Visualizações

Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Caiu no 1º de Abril?


Este post é sobre o dia da mentira ou também chamado dia dos bobos (isso é verdade). Quem nunca mentiu (mesmo que de leve) levante a mão direita e mostre os quatorze dedos que nela contém. Ninguém? Sigamos então.
Que a mentira é parte integrante de nossa vida, desde as mais remotas épocas, ninguém duvida; mas que ela é - por vezes – necessária, poucos concordam. O quê? Mentir é necessário? Claro que não é! Então vejamos:

- Você não me ama mesmo Geraldo! Já tem uma semana que pintei a droga do meu cabelo e você nem reparou! – a esposa gritava alto, indignada e triste.
- Claro que reparei amor, ficou lindo, mas eu não disse antes para não estragar a surpresa...
- Que surpresa?
- Eu também ia pintar o meu cabelo de laranja; só não pintei ainda porque meu cabeleireiro teve que viajar.
- Oh amor... Desculpe, estraguei a surpresa – a esposa se comove e o beija.

Alguma dúvida que uma mentirinha às vezes ajuda? Bom, mentindo ou não a vida segue adiante, ela sempre seguiu, e isso é verdade. Mas como começou essa história do 1º de abril? Pra começo de conversa o dia da mentira tem muitas explicações. Eu prefiro a mais audaciosa afirmação: mentir é e sempre foi nobre. Calma, explico. Ora, toda essa história partiu de um rei, escute:

Em 1564 logo depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França que é um dos pais desse dia, determinou que o ano novo fosse comemorado no dia 1º de janeiro. Claro, como sempre existem os contras, alguns franceses resistiram à mudança continuando a seguir o calendário antigo. Pronto! O cenário da data estava lançado e o problema se fez. A questão é que no calendário antigo, o ano começava justamente no primeiro de abril. Ai ferrou tudo. Alguns gozadores que ficaram do lado do rei - aceitando a mudança do calendário - passaram a enviar falsos “presentes” e “convites para festas” que nunca existiram para àqueles que não engoliram o tal gregoriano. Essas gozações com a data ficaram conhecidas como plaisanteries.

Já no Brasil, foram os mineiros os pioneiros na divulgação do 1º de abril e novamente a mentira continuava alojada aos tronos da monarquia, ou seja, ela continuava tendo um enredo nobre. Em Minas Gerais, no dia 1º de abril de 1848, foi publicado um jornal periódico intitulado de A mentira. Sua primeira manchete era sobre a morte de Dom Pedro, que foi lógico, desmentido no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849 quando convocava todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dava como referência um local inexistente.

Fonte: Wikipédia

3 comentários:

Márcia Paiva. disse...

Gostei do pinoquio! Legal Venilton, primeiro post e arrasou. Bjão.

Marcia disse...

Tb gostei do pinóquio rs.

Caíque Pereira disse...

Mas eu nunca imaginaria essas origens para o tão cultuado 'Dia da Mentira'. E esses mineiros hein, esse tal jornal foi o tatatatataravô desses sites de hoje que divulgam a morte de atores e atrizes que estão superbem só para causar reboliço, rs.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios